Disciplinas Obrigatórias

  • Pesquisa em Educação – 60h

Ementa: O processo da pesquisa. Pressupostos epistemológicos e teórico-metodológicos da investigação em Educação. Pesquisa qualitativa e quantitativa em Educação. Técnicas e instrumentos de coleta de dados em pesquisa em Educação.  Ética na pesquisa educacional. Relatório de pesquisa.

REFERÊNCIAS 

BARDIN, L. Análise do conteúdo. Lisboa: Ed. 70, 2017.

BAUER, M. W.; GASKEL, G. Pesquisa Qualitativa com Texto, Imagem e Som: um

manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à Teoria e aos Métodos. Editora: Porto Editora, 2009.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 2017.

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2018.

DUFFY, B. Análise de evidências documentais. In: BELL, J. Projeto de pesquisa: guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências sociais. 4ed. Porto Alegre: Artes

Médicas, 2015.

OLIVEIRA, M. M. Como fazer pesquisa qualitativa. Petrópolis, Vozes, 2017.

MINAYO, M.C.S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14. ed. São Paulo: Hucitec, 2014.

MINAYO, M. C. de S. O desafio da pesquisa social. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 31. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

  • Políticas Educacionais no Brasil

Ementa: Estado e políticas educacionais. As políticas públicas de educação no Brasil, contextualizadas historicamente, envolvendo o cenário atual do processo de globalização e o papel do Estado e dos organismos internacionais. Estudo dos processos de regulação da educação, considerando a complexidade das relações que se estabelecem entre o global, o nacional, o regional e o local.

REFERÊNCIAS 

AZEVEDO, Janete Maria Lins. A educação como política pública. Campinas: Autores

Associados, 2001.

AZEVEDO, Mário Luiz Neves de (Org.). Políticas públicas e educação: debates

contemporâneos. Maringá: Eduem, 2008.

BEZERRA, Maura Costa; FRANÇA, Magna (Orgs). Política educacional: gestão e qualidade do

ensino. Brasília: Líber livro, 2009.

BOBBIO, Noberto. Estado, governo e sociedade civil: para uma teoria geral da política. Rio de

janeiro: Paz e terra, 1987.

DOURADO, L. F; PARO, V. H. (Orgs.) Políticas Públicas e Educação Básica. São Paulo: Xamã,

FERREIRA, Naura S. C. F. (Org.). Políticas públicas e gestão da educação: polêmicas,

fundamentos e análises. Brasília: Líber livro, 2007.

NETO, A. C; CASTRO, Alda M. D. A; FRANÇA, Magna; QUEIROZ, M. A. de. (Orgs.) Pontos e

contrapontos da política educacional: uma leitura contextualizada de iniciativas governamentais.

Brasília: Líber livro, 2007.

PERONI, Vera Maria Vidal. Política educacional e o papel do Estado: no Brasil dos anos 1990.

São Paulo: Xamã, 2003.

SAVIANI, Dermeval. Política e educação no Brasil: o papel do Congresso Nacional na legislação

do ensino. Campinas: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, Dermeval. PDE – Plano de Desenvolvimento da Educação: análise crítica do projeto

do MEC. Campinas: Autores Associados, 2009.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. As políticas educacionais no governo Lula: rupturas e permanências.

Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Porto Alegre, v. 25, n. 2, p. 197-209,

maio/ago. 2009.

SILVA, Maria Abadia. Intervenção e consentimento: a política educacional do Banco Mundial.

Campinas: Autores Associados: São Paulo: FAPESP, 2002.

  • Gestão educacional e escolar: fundamentos, processos e práticas – 60h

Ementa: Visão histórica da gestão escolar. A gestão educacional e escolar no âmbito da legislação educacional. Concepções e práticas de gestão educacional e escolar como atividade social e seus impactos na cultura e em contextos educativos. Gestão Educacional e visão sistêmica das organizações educativas. Processos, estratégias e ações de gestão educacional e escolar participativa e democrática.

REFERÊNCIAS 

BAUTZER, Deise. Inovação: repensando as organizações. São Paulo: Atlas, 2009.

BERTALANFFY, Ludwig von. Teoria Geral dos Sistemas: fundamentos, desenvolvimento e aplicações. Petrópolis: Vozes, 2010.

DRABACH, Neila Pedrotti; MOUSQUER, Maria E. Londero. Dos primeiros escritos sobre administração escolar no Brasil aos escritos sobre gestão escolar: mudanças e continuidades.

Currículo sem Fronteiras, v. 9, n. 2, p. 258-285, jul/dez 2009.

FERREIRA, Naura Syria Carapeto (Org.). Políticas públicas e gestão da educação: polêmicas, fundamentos e análises. Brasília: Liber Livros, 2011.

FONSECA, M.; SCAFF, E.A.S. (Orgs.) Gestão e planejamento da educação básica nos cenários nacional e internacional. Campinas: Mercado de Letras, 2016.

HARGREAVES, Andy; FINK, Dean. Liderança Sustentável: desenvolvendo gestores da aprendizagem. Porto Alegre: ArtMed, 2007.

LUCK, Heloisa. Gestão Educacional: uma questão paradigmática, v.I, Série Cadernos de Gestão. Porto Alegre: Vozes, 2015.

OLIVEIRA, Dalila Andrade (Org.). Gestão Democrática da Educação. Petrópolis: Vozes, 2015.

PARO, V.H. Gestão democrática da escola pública. São Paulo: Cortez, 2016.

  • Formação de Professores e Profissionalização Docente: programas, processos e práticas pedagógicas

Ementa: Processo de formação de professores na perspectiva da aprendizagem e desenvolvimento profissional da docência. Produção da identidade profissional dos professores. Profissionalização docente: relação qualificação-competência. A complexidade de saberes docentes no âmbito do desenvolvimento profissional.

REFERÊNCIAS 

ALARCÃO, I. A formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto, Portugal: Porto Editora, 1996.

______. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2003. CONTRERAS, J. A autonomia dos professores. São Paulo: Cortez, 2002.

DAY, C. Desenvolvimento profissional de professores: os desafios da aprendizagem permanente. Porto: Porto Editora, 2001.

ESTRELA, Maria Teresa. (Org.). Viver e construir a profissão docente. Porto: Porto Editora, 1997.

GATTI, Bernardete A. Os professores e suas identidades: o desvelamento da heterogeneidade.

Cadernos de Pesquisa, n. 98, p. 85-90, 1996.

GERALDI, C.M.G., FIORENTINI, D. E PEREIRA, E.M.A. (Orgs.) Cartografias do trabalho docente. Campinas: Mercado de Letras, 2002.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 2.

  1. São Paulo: Cortez, 2001.

_______. Una nueva formación permanente del profesorado para un nuevo desarollo profesional

y colectivo. Revista Brasileira de Formação de Professores, v. 1, n. 1, pp. 31-42, maio 2009.

LÜDKE, M.; BOING, L. A. Caminhos da profissão e da profissionalidade docente. Educação e Sociedade,v. 25, n. 89, pp. 1159-80, 2004.